Presidente do CREF12/PE se reúne com o Senador Jarbas Vasconcelos (MDB)

  • Post published:19 de julho de 2019
  • Post author:
  • Post category:notícias

O Prof. Lúcio Beltrão, presidente do CREF12/PE, se reuniu nesta sexta-feira com o ex-governador de Pernambuco e atual Senador da República, Jarbas Vasconcelos.

O presidente Lúcio pediu que o Senador Jarbas seja defensor da sociedade para garantir o fortalecimento dos conselhos profissionais e naturalmente contra PEC (Proposta de Emenda à Constituição), MP (Medida Provisória) e Projetos de Lei que pretendem enfraquecer os conselhos profissionais colocando em risco a população brasileira.

O CREF12/PE solicitou medidas urgentes para assegurar que os conteúdos curriculares da disciplina Educação Física no Ensino Infantil, Fundamental (anos iniciais e finais) e Médio, em escolas públicas e privadas, sejam ministrados única e exclusivamente por Profissionais de Educação Física, licenciados em nível superior, registrados no conselho profissional, além do apoio dos colégios aos jogos escolares como forma de promover o desporto escolar.

O Presidente Lúcio Beltrão propôs ainda que seja oferecida, no mínimo, 03 (três) aulas de Educação Física, por semana, na educação básica com o objetivo de diminuir a evasão escolar, a criminalidade, o uso de drogas e doenças (obesidade, depressão, ansiedade, sedentarismo, etc) na população.

O Presidente Lúcio pediu apoio ao Projeto de Lei n° 4011/2019 da Senadora Mara Gabrilli (PSDB/SP) que altera o art. 282 do Código Penal, para tipificar o exercício ilegal das profissões de saúde de nível superior. Apoio a Projetos de Lei para que gastos com nutricionista, profissional de educação física, clínicas ou academias de atividades físicas, possam ser deduzidos no Imposto de Renda. Emendas Parlamentares para melhorar as condições de trabalho do Profissional de Educação de Física em todo o estado de Pernambuco; construção de quadras cobertas; sala de dança, ginástica e lutas; apoio a projetos sociais, etc.

O presidente Lúcio mostrou a importância de se exigir a formação superior, conhecimento científico, biológico, pedagógico e ético entre outros para se trabalhar com crianças, jovens, idosos, pessoas com deficiência, atletas, etc. É necessário estar habilitado para trabalhar com educação, saúde e esportes. O profissional de educação física é quem tem essa prerrogativa de trabalhar com musculação, futebol, tênis, lutas, ginástica, dança, esportes, entre outros. Não se pode colocar em risco a saúde da população. É imprescindível a exigência de graduação em Educação Física para o exercício da profissão de treinador profissional ou amador de futebol, vôlei, basquete, tênis, etc.