Audiência pública debate a situação da Educação Física em Recife

  • Post published:1 de abril de 2019
  • Post author:
  • Post category:notícias

Foi realizada na manhã de sexta-feira (29) uma audiência pública, na Câmara Municipal de Recife, no bairro de Santo Amaro, com o tema: Os desafios da Educação Física no município do Recife. A reunião foi proposta pelo vereador Rinaldo Júnior e contou com a presença da presidente do CREF12/PE, Suely Morais (CREF 000187-G/PE), dos conselheiros Henrique Kohl (CREF 002132-G/PE) e Lúcio Beltrão (CREF 003574-G/PE), que fizeram parte da mesa da audiência. Também estiveram presentes a conselheira Raquel Pajeú (CREF 002136-G/PE) e a Chefe de Fiscalização Rosângela Albuquerque (CREF 000404-G/PE).

Na ocasião, Rinaldo Júnior apresentou três projetos de lei, que serão discutidos na Câmara de Municipal do Recife e foram propostos pelo conselheiro Lúcio Beltrão. São eles: obrigar os condomínios e edifícios que possuem academia a contratarem profissionais de Educação Física como responsável técnico; reafirmar a obrigatoriedade do profissional de Educação Física nas aulas de educação básica no ensino municipal do Recife; e instituir no calendário oficial de eventos do município do Recife a Semana do Profissional de Educação Física.

Durante a audiência, Suely Morais destacou a importância das aulas de Educação Física serem ofertadas nas escolas desde as séries iniciais. “É na escola que a criança desenvolve o gosto pelo esporte e atividade física, proporcionando a essas uma maior chance de desenvolver hábitos saudáveis e boa qualidade de vida”.  Ela também alertou sobre a obrigatoriedade de se ter um espaço para prática da atividade física. “Entendemos que é direito da criança e do adolescente, principalmente da área mais carente, o direito ao acesso ao esporte e ao exercício dentro da escola, considerando esse direito como constitucionalmente garantido”, explicou.

Ainda sobre o tema, Lúcio Beltrão trouxe dados que demonstra a necessidade de mudanças no incentivo a atividade física no país. “A organização mundial de saúde, em 2018, falou que 47% dos adultos no Brasil não praticam atividade física de maneira suficiente. Então a gente precisa começar a incentivar e temos que começar pelas crianças”, disse. Henrique Kohl ressaltou o papel fundamental do profissional de Educação Física nesse processo: “A nossa área de conhecimento tem uma comoção social muito grande, você chega em qualquer ambiente inóspito com uma bola, um bambolê, um berimbau, um sorriso e tem uma adesão imediata, as vezes você faz o básico e percebe uma transformação social”, afirmou.

Também compuseram a mesa da audiência representantes do Programa da Academia das Cidades, da Secretaria de Educação do Recife e do Sindicato de Professores da Rede Municipal do Recife. Entre outros assuntos, também foi discutido a realização de concursos públicos com número suficiente de vagas para profissionais de Educação Física, para rede pública de ensino e também para o Programa Academia das Cidades. Ao fim, Rinaldo Junior apresentou como encaminhamentos, um cronograma de reuniões com os órgãos de gestões do município com os assuntos levantados na audiência.